404,您请求的文件不存在!

404

404,您请求的文件不存在!

404

404,您请求的文件不存在!

404

404,您请求的文件不存在!

Vice de futebol do Inter critica marcação de pênalti para o Cruzeiro: “É uma vargonha” – Final

Vice de futebol do Inter critica marcação de pênalti para o Cruzeiro: “É uma vargonha”

O vice-presidente de futebol do Inter, Roberto Melo, não poupou críticas à atuação do árbitro assistente de vídeo, o VAR, no lance do pênalti que originou o gol do Cruzeiro no empate em 1 a 1 na noite deste sábado no Mineirão, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Bruno Fuchs voltou a ter boa atuação diante do Cruzeiro | RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL

O dirigente acredita que o árbitro da partida, Wagner do Nascimento Magalhães, foi induzido pela equipe que estava na cabine do VAR, comandada por Pathrice Wallace Corrêa Maia, a marcar a penalidade.

“Nem ele sabe o que viu”, disparou. 

Melo lembrou que o chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, fala “com orgulho” em palestras que a maior parte dos pedidos de revisão do VAR são confirmados. Por isso, ele acredita que o árbitro sofre uma pressão ao ser acionado.

“Os nossos atletas, revoltados no vestiário, nos comentaram que nem os jogadores do Cruzeiro sabiam o que ele estava revisando”, disse Melo.

“O juiz estava constrangido. Depois do pênalti, ele começou a tentar ajeitar o jogo, dar algumas faltas a nosso favor”, acrescentou.

A revolta do dirigente era visível desde o início de sua entrevista coletiva, em que usou o trocadilho “vargonha”.

“No Brasil todo, a palavra usada é a mesma que eu já usei lá no pênalti não marcado no Guerrero contra o Flamengo. Todo mundo está usando a palavra ‘vergonha’. E hoje, o futebol brasileiro e a comissão de arbitragem dirigida pelo seu Gaciba na realidade é uma vargonha.”

Mais comedido, o técnico Odair Hellmann evitou falar sobre a arbitragem. O treinador exaltou a boa atuação do time nos primeiros 30 minutos, e lamentou o gol de empate do adversário.

“Fizemos um grande jogo, merecíamos a vitória, mas não completamos o 2 a 0 e aí, numa situação de um dos poucos ataques que o Cruzeiro conseguiu, uma bola espirrada, dividida, rebatida, conseguiram empate. Mas se era para ter vencedor, seríamos nós”, afirmou.

Nonato descontado

Nonato celebra depois de marcar o gol do Inter no Mineirão | FOTO: RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL

O técnico também revelou que o volante Nonato sente dores musculares há cerca de três meses. Ele está sendo acompanhado pelos médicos, e tem jogado mesmo assim.

“No jogo passado com o Palmeiras eu não o tirei porque ele estava mal. Tirei porque ele não consegue evoluir no aspecto de treinamento no dia a dia, por essa dor que está sentindo. E eu faço um elogio ao atleta, pelo sacrifício”, declarou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*